Recruta nº 26

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Recruta nº 26

Mensagem  Virginia Hall em Qui 17 Abr 2014, 14:24

Mick Leigh, George Collins, Nizzo, Kellofssky, Aragao03, Nicole Elizabeth Roma e Magan West acordaram num velho pavilhão de madeira, a cair aos bocados. Cada um estava amarrado a uma maca, com um cateter enfiado na veia do pulso. Através do catéter, corria um líquido de uma cor estranha. Farrapos velhos serviam de cortinas, para separar as macas.

_________________

Virginia Hall
T-Shirt Cinzenta
T-Shirt Cinzenta

Pontos Agente CHERUB : 1
Mensagens : 328
Reputação : 3
Idade : 21
Localização : Localização Secreta

Experiência de Agente
Estudos e Estratégia:
0/2500  (0/2500)
Experiência de Missão:
0/2500  (0/2500)
Capacidade Física:
0/2500  (0/2500)

Ver perfil do usuário http://afilhadeathena.tumblr.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Recruta nº 26

Mensagem  Megan West em Qui 17 Abr 2014, 15:01

Acordei com uma forte enxaqueca e muito desnorteada:
-Hum....onde....onde é que eu estou...?
Olhava em volta mas estava tudo à roda. Tentei levantar-me, mas os meu corpo estava preso á maca pelos pulsos. A recruta tinha começado. Comecei a gritar por ajuda e recebi como resposta a voz de outros recrutas:
-Pelo menos não estou sozinha... - murmurei
Quando a visão começou a voltar ao normal, olhei para o meu braço e via uma líquido acastanhado a correr para as minhas veias por um catéter:
- O que é isto nas minhas veias?
Comecei a entrar em pânico. Tinha um líquido desconhecido a fluir pelo meu corpo e não sabia como pará-lo. Tentei acalmar-me, respirando fundo e deixando os pensamentos chegar devagar:
-Acalma-te Megan, foste treinada para estas situações. Relaxa....

Megan West
T-Shirt Azul
T-Shirt Azul

Pontos Agente CHERUB : 1
Mensagens : 13
Reputação : 0

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Recruta nº 26

Mensagem  Nizzo em Qui 17 Abr 2014, 15:11

-Que dor infernal de cabeça! Eu não me lembro de ter feito nada para a ter... Espera aí... onde estou?
-Ajudem-me! - gritou uma voz.
-Parece que não estou sozinho... deve ser a recruta... um cateter... este liquido castanho a circular nas veias deve ser o que me está a dar dores de cabeça e dormência nas pernas. Calma... pensa...pensa... será que consigo tirar o cateter do pulso e usar a agulha para cortar uma parte das amarras e com a minha força libertar o resto?
Dei conta de um barulho na porta e disse:
- Não sei quem está a fazer barulho, mas vem aí alguém, finjam que dormem e vamos ver o que acontece.
Reinou o silêncio repentino e ouviu-se a maçaneta da porta a rodar e a porta a abrir e a voltar a fechar, acompanhada de passos...

Nizzo
T-Shirt Cinzenta
T-Shirt Cinzenta

Pontos Agente CHERUB : 1
Mensagens : 122
Reputação : 0
Idade : 17

Experiência de Agente
Estudos e Estratégia:
0/0  (0/0)
Experiência de Missão:
0/0  (0/0)
Capacidade Física:
0/0  (0/0)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Recruta nº 26

Mensagem  George Collins em Qui 17 Abr 2014, 15:27

Acordei com uma ligeira dor no braço, os meus olhos estavam baço e dormentes e demorei algum tempo ate conseguir olhar em meu redor. Os meus movimentos estavam presos por cintas que partiam das macas, bem apertadas por sinal. Ao meu redor estavam farrapos velhos com buracos que davam pequena visão para os lados, estava escuro logo não consegui ver grande coisa.
Comecei a tentar mover o meu corpo, toda aquela situação me estava a deixar claustrofóbico, tinha de me ver livre das malditas amarras.

-Concentra-te e pensa...

Disse para mim próprio, não ia conseguir simplesmente soltar-me a abanar o meu corpo, e aquilo preso ao meu corpo não podia ser bom.

-Preciso de um cigarro...

E com aquele simples pensamento lembrei-me do meu isqueiro, que estava nada mais do que no meu bolso direito do casaco, só havia o pequeno problema de não conseguir lá chegar com a minha mão. Comecei a abanar o meu corpo na esperança que este caísse do meu bolso para a maca.
Do outro lado da sala ouvi a voz de uma rapariga e de um rapaz.

-Esperem vocês, eu preciso de um cigarro!

Tentei movimentar as minhas pernas fazendo o meu casaco saltitar na zona do bolso onde o isqueiro estava este caiu ao lado da minha mão e mesmo assim não conseguia lá chegar. Mexi o meu corpo para o lado direito fazendo o meu isqueiro cair quase no chão mas sem antes o apanhar com a minha mão.
Tinha a mão suada e estava nervoso por issso demorou algum tempo ate conseguir acende-lo, aproximei a chama da correia do meu pulso ate esta se soltar.

-Ah Ah!

Exclamei. Levei a mão ao cateter e arranquei-o do meu pulso com uma ligeira dor e depois desapertei o resto das amarras. Levantei-me da maca, e senti uma ligeira tontura, compus o meu casaco e levei a mão ao bolso do meu casaco tirando um cigarro e pondo-o na boca e acendendo-o de seguida.

-Está mais alguém aqui!

Gritei por fim

George Collins
T-Shirt Cinzenta
T-Shirt Cinzenta

Pontos Agente CHERUB : 1
Mensagens : 47
Reputação : 1
Idade : 21
Localização : Somewhere bettwen worlds

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Recruta nº 26

Mensagem  Convidado em Qui 17 Abr 2014, 19:32

Mick acordou com uma ligeira dôr de cabeça, e quando abriu os olhos reparou que a sua vista estava um pouco turva. Demorou alguns segundos a estabilizar-se, e quando finalmente o fez, apercebeu-se de onde estava. Encontrava-se amarrado pelos pulsos a uma maca de metal, e tinha um catéter no pulso, no qual corria um líquido de aspecto estranho, que não reconheceu. Encontrava-se num quarto com paredes de madeira em mau estado, sem tecto, e com uma cortina ligeiramente rasgada a fazer de divisória à sua esquerda. Alguns metros acima do quarto, podia-se ver parte de um telhado antigo, no qual faltavam já algumas telhas.
Mick ergueu-se, sentando-se em cima da maca, e tentando raciocínar, algo extremamente díficil com aquela dôr de cabeça, que embora fosse ligeira, o irritava profundamente. Avaliou a forma como se sentia, para tentar determinar o que se encontrava no catéter. Sabia que não poderia ser nada letal ou perigoso, pois a CHERUB não iria magoar os seus recrutas, mas não se sentia particularmente feliz por ter um líquido desconhecido a entrar nas suas veias. A dormência que sentia nos braços e nas pernas dizia-lhe que o líquido devia ser uma qualquer espécie de anastesiante. Depois analisou as amarras. Tentou forçá-las, mas não conseguiu libertar-se. Eram uma espécie de cintos, de um tecido forte, e encontravam-se apertadas por uma fivela. Ouviu os outros recrutas a gritar, de longe, e percebeu que precisava de se soltar rapidamente, para poder procurá-los e reunir-se com eles. Mick precisava desesperadamente de algo afiado para cortar o tecido, mas os instrutores não tinham deixado nada ao acaso, e não existiam utensílios cortantes no quarto. Mick rebolou os olhos, irritado, e rodou-se sobre a maca, chegando-se mais para o lado direito da mesa, e tentou chegar ao cinto com a boca. Sorriu quando viu que conseguia, e mordeu a parte do cinto presa na fivela, puxando-a até ela se libertar. Exultou quando, finalmente, conseguiu soltar a mão, e apressou-se a retirar o catéter da sua pele. Depois, com a mão esquerda, libertou a sua mão direita e levantou-se.
Precisava urgentemente de encontrar os outros recrutas. Não sabia qual seria o próximo passo naquela tarefa, mas achou que o melhor era estarem todos reunidos quando tivessem de tomar uma decisão, ou de receber novas indicações. Decidiu verificar o outro lado da cortina, para ver o que lá se encontrava. A divisão encontrava-se vazia, á excepção de uma mesa colocada no centro, sobre a qual estava um canívete suíço e um bilhete. Mick aproximou-se e pegou no bilhete, lendo-o :

Bom-trabalho, recruta. (:
Ultrapassaste um desafio sozinho.
Agora é altura de trabalhar em equipa.
Boa-sorte.


Aquele bilhete só veio alimentar a urgência que Mick tinha em encontrar os outros agentes. Agarrou no canívete suíço, e, sem saber muito bem porquê, no bilhete, caminhou até à porta, e abandonou o quarto.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Recruta nº 26

Mensagem  Kellofssky em Qui 17 Abr 2014, 21:44

Acordei com uma dor de cabeça do pior. Percebi logo que não estava no meu quarto porque o sítio onde estava deitada era super desconfortável e havia um cheiro estranho no ar, inexplicável. Queria-me sentar e perceber o que se estava a passar mas fui impedida de o fazer porque estava presa a uma maca. Abri ligeiramente os olhos, e embora não conseguisse ver perfeitamente bem, vi que estava num local escuro, velho e de grandes dimensões, provavelmente algum armazém ou algo do género.
Depois de uns segundos de raciocínio, os meus sentidos foram melhorando gradualmente. Consegui ver que tinha um cateter com um líquido esquisito lá dentro. Estava rodeada de cortinas velhas com pequenos rasgões mas por onde não se via praticamente nada. Através dessas cortinas era possível ouvir outros a falar, calculei que não fossem inimigos:
-Não estou aqui sozinha pois não? -disse- Presumo que isto seja a Recruta. Há ideias para sairmos daqui?
-Ainda estou a tentar resolver o problema das amarras - respondeu uma voz que eu ainda desconhecia.
Pensei por mais uns momentos e lembrei-me dos travessões que tinha no bolso esquerdo das calças. Cheguei a minha cintura para a esquerda, para conseguir pôr a mão ao bolso e tirar pelo menos um.
-Eeh... está... quasee. - murmurava enquanto esticada a mão para o conseguir apanhar - Bolas! - tinha-me escorregado da mão quando o tirei para fora do bolso. Tentei de novo. -Anda... lá.... Eeh... Consegui!
Separei ligeiramente as duas pontas do travessão e introduzi-o no orifício do cadeado que me impedia de me soltar. Rodei o travessão com cuidado e ouvi um pequeno *TRAC*. O cadeado estava agora aberto, então rodeio-o, empurrei-o para cima e pude finalmente libertar-me das correntes ferrugentas. Aproximei o pulso da boca e retirei o cateter do pulso num gesto rápido, cuspindo-o para o chão de seguida. Repeti o processo do travessão para a outra mão e os pés, desta vez mais facilmente.
-Estou solta! - Disse com firmeza, num tom mais elevado enquanto me sentava passava as mãos pelos pulsos. Quem me amarrara não tinha sido nada gentil.

Kellofssky
T-Shirt Cinzenta
T-Shirt Cinzenta

Pontos Agente CHERUB : 1
Mensagens : 34
Reputação : 0
Idade : 18

Experiência de Agente
Estudos e Estratégia:
0/0  (0/0)
Experiência de Missão:
0/0  (0/0)
Capacidade Física:
0/0  (0/0)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Recruta nº 26

Mensagem  Aragao em Qui 17 Abr 2014, 22:02

Aragão acordou complemente desorientado. Não se lembrava como ali tinha parado, nem fazia ideia de onde estava. Assim que se recompôs tentou olhar em seu redor. Encontrava-se preso a uma maca, onde fluía um líquido misterioso por um cateter. Olhou em volta e viu que se encontrava num edifício de madeira, possivelmente com algum uso, visto que se encontrava a cair aos bocados.
A certa altura Aragão ouviu vozes, que pareciam vir do outro lado das cortinas, mas, quando se tentou mover para investigar, deparou-se com o problema das suas amarras.
Olhou e viu que se encontrava amarrado a 2 cordas de cânhamo e sentia um enorme desconforto de cada vez que se mexia. Começou a pensar num plano para sair daquela situação, mas não estava a encontrar uma solução. A certa altura, durante uma das suas tentativas forçadas de escapar, sentiu algo debaixo do seu corpo e, sem saber o que era, abanou-se para ver o que ali estava. António sentiu uma picada ligeira e assumiu então que se tratava de algum objecto cortante ou afiado que a agência tinha deixado para os recrutas superarem aquela parte do desafio. Rodou sobre si para tentar colocar aquele objectivo numa posição alcançável, onde verificou que se tratava de uma agulha.
Sem se lembrar de mais nada, apanhou a agulha com boca e espetou no saco que continha o líquido que circulava no cateter. Reparou que o líquido que tinha escorrido era ligeiramente corrosivo e começou a desfazer partes da corda na mão direita, enquanto sentia no braço uma certa dor causada pelo líquido. Libertou a mão direita quando a corda se desfez quase toda e consegui libertar ambas as mãos de seguida.

Livre, tentou mover-se, cambaleando ligeiramente, e viu uma mensagem escrita na parede por detrás da cortina.
"Se estás a ler isto, parabéns recruta, passaste a tua primeira etapa "
Viu uma pequena caixa de madeira com uma faca de mato algo afiada, tendo guardado a caixa no bolso e mantido a faca à mão.
Assim saiu daquele quarto e foi procurar os restantes agentes





Última edição por Aragao03 em Sex 18 Abr 2014, 13:55, editado 1 vez(es)

Aragao
T-Shirt Cinzenta
T-Shirt Cinzenta

Pontos Agente CHERUB : 1
Mensagens : 27
Reputação : 0

Experiência de Agente
Estudos e Estratégia:
0/2500  (0/2500)
Experiência de Missão:
0/2500  (0/2500)
Capacidade Física:
0/2500  (0/2500)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Recruta nº 26

Mensagem  George Collins em Qui 17 Abr 2014, 22:55

Olhei ao meu redor, procurava por algo, não sabia bem o que mas por fim acabei por encontrar o que procurava, uma mesa rustica de madeira, no tampo tinha pousada uma bala de 9mm e um cartão que me felicitava por ter saído da maca. Amarrotei o cartão e deitei-o para o chão, guardei a bala no bolso do meu casaco e afastei a cortina que dividia a minha maca de outra coisa qualquer, o que encontrei foi uma maca igual a minha vazia, sai daquela divisão e deparei-me com um rapaz que usava uma t-shirt igual a minha.
Este tinha um canivete na mão e parecida desorientado, não sabia se apresentava qualquer perigo para mim, então decidi manter a distancia e falar numa voz mais altiva e ameaçadora.

-Quem és? És recruta? E guarda o canivete. Simples.

O rapaz guardou o canivete e levantou os braços e virou-se devagar para para mim e falou.

-Sou o Mick e sou recruta como tu, és recruta não és?

Fiquei mais aliviado e dirigi-me a ele estendendo-lhe a mão.

George Collins
T-Shirt Cinzenta
T-Shirt Cinzenta

Pontos Agente CHERUB : 1
Mensagens : 47
Reputação : 1
Idade : 21
Localização : Somewhere bettwen worlds

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Recruta nº 26

Mensagem  Kellofssky em Sex 18 Abr 2014, 00:37

Levantei-me ainda meia atordoada, provavelmente por culpa do líquido que me tinha sido injectado. Apanhei o cateter do chão, rasguei um pedaço de cortina e cobri a parte da agulha do cateter com a cortina para o poder guardar comigo em segurança. A seguir abri a cortina que se encontrava em frente da maca, para lá dessa cortina estava um espaço quase vazio, que apenas tinha uma papel (onde se lia "Bom trabalho recruta, aqui está a tua recompensa" ), uma carta e uma pasta de uma cor entre o verde e o castanho, muito simples, com alguma comida enlatada no seu interior, suficiente para alimentar 4 pessoas.

-Uma pasta com comida? - falei sozinha- Isto não me deve serve de muito, imagino que tenham distribuído os objectos de maneira a fazer-nos trabalhar em equipa.

Abri a carta e lá dentro estava escrito:

" Muito bem, Recrutas, conseguiram soltar-se e estas são as vossas recompensas. Devem guardá-las e usá-las sabiamente. Lembrem-se sempre que isto é tudo o que têm, quer para vocês, individualmente, quer para os vossos colegas.
Assim que todos estiverem soltos e juntos, deveram abandonar o edifício onde se encontram e dirigirem-se para a praia. Lá encontraram um desafio à vossa espera. Boa Sorte Recrutas. "


Quando acabei de ler olhei à minha volta e vi apenas 4 locais escondidos por cortinas, o que significa que tem que haver outro compartimento com o resto dos recrutas, uma vez que somos 8. Vi que havia uma porta então agarrei na pasta, pu-la às costas e dirigi-me para ela. Do outro lado estavam dois recrutas de T-shirt azul, assim como a minha, um deles a estender a mão ao outro.

-Tenho uma carta e uma pasta com comida - Disse olhando para eles, à espera de uma reação. Estendi a mão que estava a segurar a carta para que eles pegassem nela e a lessem.

Kellofssky
T-Shirt Cinzenta
T-Shirt Cinzenta

Pontos Agente CHERUB : 1
Mensagens : 34
Reputação : 0
Idade : 18

Experiência de Agente
Estudos e Estratégia:
0/0  (0/0)
Experiência de Missão:
0/0  (0/0)
Capacidade Física:
0/0  (0/0)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Recruta nº 26

Mensagem  Convidado em Sex 18 Abr 2014, 17:22

Quando Mick saiu do quarto, percebeu que o armazém tinha sido preparado para confundir os recrutas. Existiam vários corredores sem saídas, e alguns levavam a divisões vazias. Os gritos alternados dos recrutas eram difíceis de distinguir, devido á confusão de sons que se misturava lá no alto, por cima da estrutura, e Mick não conseguia entender de onde vinham.
Começava a sentir-se frustrado e perdido, percorrendo corredores e virando ao acaso, quando finalmente viu uma porta a abrir e alguém a sair de lá. Mick parou de caminhar, e ficou a olhar para o índividuo. Era um rapaz baixo e magro, que vestia um casaco vermelho de aspecto antigo, semelhante ao dos exercítos britânicos no fim do século XVIII. Tinha cabelo negro comprido, com caracóis desalinhados, e olhos da mesma côr. Mick não tinha a certeza se ele seria um recruta ou não, pois não conseguia verificar se ele usava ou não a t-shirt azul clara, mas decidiu avaliar as suas reações primeiro, antes de decidir o que fazer. Quando o rapaz olhou para ele, ficou parado, e a sua face mostrou alguma apreensão.
- Quem és ? És um recruta ? - perguntou ele - E guarda o canívete. Simples.
Embora ele tivesse dito aquilo de forma altiva e ameaçadora, Mick sentiu alguma insegurança na sua voz, e a sua pergunta tinha confirmado que ele também era um recruta. Mick guardou o canivete no bolso, e ergueu ambas as mãos, defensivamente :
- Calma, estamos os dois do mesmo lado. Chamo-me Mick, e também sou um recruta. Como é que te chamas ?
- George - respondeu ele - George Collins.
Ambos os recrutas baixaram a guarda e aproximaram-se, cumprimentando-se com um aperto de mão.
- Exploraste o teu quarto ? Encontraste alguma coisa ?
- Sim, encontrei uma bala de 9mm - George tirou a bala do bolso do seu casaco e mostrou-a a Mick - Estava em cima de uma mesa do outro lado das cortinas.
- Eu também encontrei o canívete assim - Mick retirou-o novamente do bolso das calças e passou-o a George - Também lá estava um bilhete. Na dúvida trouxe-o, caso tenha alguma pista.
Entretanto apareceu uma pequena rapariga a caminhar, vinda do outro lado. Tinha um aspecto um pouco pálido, devido á claridade da sua pele. O seu cabelo estava pintado de azul, e os seus olhos tinham uma côr castanho-clara. Dirigia-se na direcção deles, trazendo uma pasta na mão e um bilhete igual ao de Mick.
- Tenho uma carta e uma pasta com comida - disse ela, entregando a carta a Mick - E vocês ?
Mick analisou a carta. Era idêntica á sua, embora a mensagem fosse um pouco diferente. Continuava convencido de que os bilhetes deveriam ter alguma espécie de pista, para os ajudar a sair do armazém, pois achava que os instrutores não tinham deixado nada ao acaso.
- Nós temos um canívete suíço, e uma bala de 9mm - respondeu Mick - Também trouxe o meu bilhete, mas acho que o George deixou o dele no quarto.
- Temos de o ir buscar - disse a rapariga, com alguma urgência na voz - Tenho a sensação que os bilhetes não foram lá postos apenas para nos felicitar. E temos de encontrar os outros recrutas o mais depressa possível.
- Estava a pensar na mesma coisa - disse Mick, com a mão no cabelo - Quantas latas de comida aí tens ?
- Apenas quatro - respondeu ela, algo desanimada - Mas somos oito, no total...
- Vamos ter de partilhar - interviu George - Meia lata para cada um, acho que sobrevívemos com isso.
- E como é que vocês se chamam, mesmo ?
- Eu sou o George, ele é o Mick - explicou George, enquanto apontava para cada um.
- Ok, eu sou a Kellofssky - respondeu ela, com um sorriso - Mas podem-me tratar por Kells.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Recruta nº 26

Mensagem  Aragao em Sex 18 Abr 2014, 18:50

Com a caixa no bolso e a faca na mão, abandonou a divisão. Após alguns momentos apercebeu-se que se encontrava desorientado, aquele pavilhão aparentava ser um labirinto com diversos corredores sem saída.
-Hey, alguém aí? - gritou, na esperança de se guiar pela voz de algum recruta que aparecesse
Nada, ninguém tinha respondido. Continuou por isso em busca de uma saída. Passou por vários quartos, todos eles vazios, sentindo-se assustado por estar naquele complexo. Estava-se a levantar alguma poeira no ar por isso decidiu arrancar um pedaço de cortina para usar como lenço. Após ter improvisado este lenço, Aragão deparou-se com um cartão amarrotado no chão. Pegou-lhe e viu que tinha o mesmo género de mensagem que a que tinha no seu quarto. Pensou então que se tratava de outro recruta e guardou-o no bolso. Nesse instante ouviu umas vozes mais claramente. Pareciam-lhe ser 3 pessoas, 2 rapazes e uma rapariga por isso saiu do quarto e avançou no resto do corredor, onde se deparou com 3 jovens ao virar da esquina.
Olhou e viu que 3 deles tinham a camisola de recruta. Sentiu-se aliviado com aquilo, estava na companhia de mais 3 recrutas e estava mais confortável. Nem se tinha apercebido que ainda segurava a faca na mão.
-Então, acho que somos todos recrutas - disse, enquanto guardava a faca no bolso. - Sou o Aragão, e vocês? - perguntei

Aragao
T-Shirt Cinzenta
T-Shirt Cinzenta

Pontos Agente CHERUB : 1
Mensagens : 27
Reputação : 0

Experiência de Agente
Estudos e Estratégia:
0/2500  (0/2500)
Experiência de Missão:
0/2500  (0/2500)
Capacidade Física:
0/2500  (0/2500)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Recruta nº 26

Mensagem  Nizzo em Sex 18 Abr 2014, 23:43

Nizzo sentia-se bastante desconfortável naquelas correias que o prendiam e finalmente se apercebeu que tinha uma mola de cabelo no bolso e partiu-a retirando a parte metálica, que depois endireitou e usou para fazer um furo no tubo do cateter e puxa-lo da pele, desse furo saiu o liquido e roeu as suas correias.
-Eu tenho disto dentro de mim? - perguntou Nizzo espantado enquanto o liquido corroía o resto das amarras e ele se soltava.
Levantou-se zonzo e reparou numa lanterna pousada á sua frente com um bilhete "bom trabalho recruta, usa-a para descobrir o que não vês.
Que quereriam eles dizer com isso? De qualquer das maneiras Nizzo guardou a lanterna e o papel nos bolsos e viu ao fundo da sala mais alguns recrutas e foi ter com eles.
-Todos se conseguiram libertar?
-Não, faltam duas raparigas - falou George Collins, o único rapaz que Nizzo conhecia no meio deles. - Estes são a Kells, o Aragão e o Mick.
-Prazer em vos conhecer, sou o Nizzo, e já vi que todos vocês têm objetos.
-Sim, qual é o teu?
-Uma lanterna.
-Boa, pode dar muito jeito.
-E agora, qual é o próximo passo?

Nizzo
T-Shirt Cinzenta
T-Shirt Cinzenta

Pontos Agente CHERUB : 1
Mensagens : 122
Reputação : 0
Idade : 17

Experiência de Agente
Estudos e Estratégia:
0/0  (0/0)
Experiência de Missão:
0/0  (0/0)
Capacidade Física:
0/0  (0/0)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Recruta nº 26

Mensagem  Convidado em Dom 20 Abr 2014, 00:37

Mick avaliou os dois recrutas que se tinham juntado ao grupo. Aragão tinha uma estatura parecida com a sua, embora parecesse um pouco mais novo. Tinha cabelos castanho-escuros, olhos da mesma côr, e uma cicatriz nada bonita na parte esquerda da sua testa. Apesar disso, tinha o típico aspecto de um novo adolescente, e era o tipo de pessoa que poderia passar na rua, e Mick nem olharia duas vezes. Nizzo era, no entanto, o exacto oposto de Aragão, e Mick ergueu a sobrancelha quando o viu a caminhar até ao grupo. Tinha cabelos compridos pintados de azul, amarelo e verde, que se encontravam apanhados num rabo-de-cavalo por trás das suas costas. Os seus olhos tinham também uma aparência estranha, sendo castanho-claros, mas delineados por um tôm azul-marinho. Caminhava de forma apreensiva em direção ao grupo, e a sua face encontrava-se um pouco vermelho, denotando alguma timídez.
- Conseguiram todos libertar-se ? - perguntou ele, enquanto parava ao pé do grupo.
- Ainda não, faltam duas raparigas - respondeu George - Estes são a Kells, o Aragão, e o Nizzo.
- Prazer em conhecer-vos, sou o Nizzo.
O rapaz avançou para o meio do grupo e cumprimentou todos os membros. Depois observou os objectos que cada recruta tinha na mão e disse :
- Já vi que todos vocês têm objectos.
- Sim. Qual é o teu ? - perguntou Kells.
- Uma lanterna - explicou Nizzo, retirando uma lanterna do bolso de trás das calsas, e mostrando-a ao grupo.
- Boa - comentou Aragão, enquanto observava a lanterna - Pode dar muito jeito.
- E agora, qual é o próximo passo ? - perguntou Nizzo, passando a lanterna para George.
- Trouxeste o teu bilhete ? - questionou Mick, olhando para Nizzo, ainda de sobrancelha erguida.
- Sim, trouxe - consentiu Nizzo, retirando o bilhete amarrotado do mesmo bolso de onde tinha tirado a lanterna - Queres vê-lo ?
- Se não te importares.
Nizzo entregou-lhe o papel, e Mick desdobrou-o, começando a lê-lo. Ficou um pouco surpreendido, e releu-o várias vezes.
- "Usa-a para descobrir o que não vês." - murmurou Mick, lendo o bilhete - A lanterna... George, emprestas-me a lanterna por um segundo ?
George chegou a pequena lanterna a Mick, que a ergueu e apontou á parede. A lanterna produziu uma ténue luz violeta, que mostrou algumas manchas brancas, até então invísiveis.
- Exacto ! - exclamou Mick, virando o bilhete de Nizzo ao contrário e apontando a lanterna para o papel. Viu-se escrito, numa caligrafia inclinada a palavra "Este". Tirou o seu próprio bilhete, apontou para a parte de trás do mesmo e viu-se a palavra "Sul". Aproximou o papel do nariz e cheirou. Sentia-se um leve odor a limão - Eles esconderam mensagens na parte de trás dos bilhetes, com tinta de limão. Cada bilhete tem um ponto cardial. Devem ser direções para saírmos do armazém.
- E cada bilhete deve estar pela ordem do número de recrutas - concluiu Aragão.
- Precisamos de encontrar as últimas duas recrutas - disse George, em tom de comando - Depois... É só encontrar o centro do labirinto.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Recruta nº 26

Mensagem  Kellofssky em Dom 20 Abr 2014, 20:29

Depois do Nizzo se juntar a nós e do Mick descobrir que aquela lanterna era especial e que havia mais informação nos bilhetes do que aparentava ficamos a decidir como haveríamos de encontrar as recrutas que estavam em falta:

-Precisamos de encontrar as últimas duas recrutas - disse George, em tom de comando - Depois... É só encontrar o centro do labirinto.
-Pois é, mas temos que saber como é que as vamos encontrar, não me parece boa ideia separarmos-nos.- disse Aragão.
-Sim, e para além disso não temos a certeza de que ainda estão presas, alguma pode estar perdida neste labirinto. - afirmei eu.

Enquanto discutíamos o que haveríamos de fazer, ouve-se um barulho estranho vindo do teto.

-Shiu! - Exigiu muito rápido o Mick. - Ouvi qualquer coisa!

Todos se calam e ficam a olhar muito atentos, em busca de algum sinal de movimento ou outro barulho. Ouve-se outra vez o barulho e caem tábuas do teto, longe de nós. Ainda era de dia, mas o sol não estava muito forte, devia estar o céu nublado.

-Temos que encontrá-las e sair daqui rapidamente, podemos não estar seguros aqui! - Ordenei eu saindo por uma porta.

-Espera!! - Gritou um dos rapazes.

Eu não abrandei e eles não tiveram escolha senão seguirem-me. Estava escuro e não se conseguia ver quase nada, por isso, pedi a lanterna ao Nizzo, uma vez que era eu que seguia na frente. Andamos por perto de meia hora a ir de corredor em corredor à procura de uma porta que nos levasse à saída ou ao compartimento que procurávamos. Não tínhamos maneira de marcar caminho. Chegamos a um corredor e lá no fundo, apesar da lanterna não ser das melhores para iluminar, via-se (muito mal) uma porta. Comecei a correr e abri a porta mas não consegui. Estava algo a impedir do outro lado.

-Afasta-te - Mandou-me o Collins. Eu obedeci e ele foi em direção à porta com determinação. O Mick fez o mesmo logo que o viu e assim que se aproximaram da porta deram, ao mesmo tempo, um pontapé com enorme força nela. Ela partiu, mas não se abriu. Conseguimos ver que estava uma tábua a prender a porta do outro lado. A sala que estava por detrás daquela porta era maior do que a que tínhamos estado antes,com um alçapão bem no centro dela e muita madeira velha, talvez de mesas, cadeiras,etc nas laterais da sala.

-Tem que ser a saída. - disse eu.

Kellofssky
T-Shirt Cinzenta
T-Shirt Cinzenta

Pontos Agente CHERUB : 1
Mensagens : 34
Reputação : 0
Idade : 18

Experiência de Agente
Estudos e Estratégia:
0/0  (0/0)
Experiência de Missão:
0/0  (0/0)
Capacidade Física:
0/0  (0/0)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Recruta nº 26

Mensagem  Aragao em Dom 20 Abr 2014, 21:21

Mick tinha tido um palpite que se revelara certo. Com isso viram o velho truque da "tinta secreta" e repararam nas indicações que cada bilhete tinha.
A certa altura, a Kells decidiu avançar. obrigando-os a segui-la, até ao momento em que se depararam com uma porta. Mick e Collins pontapearam-na para a tentar abrir, no entanto, esta apenas se partiu, revelando uma sala mais ampla do que os corredores onde nos encontrávamos. "Será a saída?", pensaram.
Enquanto eles estavam a pensar numa maneira de quebrar a tábua, Aragão lembrou-se que tinha apanhado o bilhete que estava no chão de um quarto.
-Esperem - disse. - Com esta confusão toda esqueci-me de vos dizer que encontrei um bilhete num quarto que não o meu. Será de algum de nós? - perguntou, enquanto pedia a Mick para ligar a lanterna.
"Norte", voltava a estar escrito no papel. Ficou a pensar que tinham que encontrar rapidamente os outros 2 recrutas, perdidos algures naquele labirinto colossal.
António olhou para a tábua que trancava a porta e, quando a poeira assentou, apercebeu-se que se tratava de um material duro e reluzente (talvez aço ou ferro).
-Como fazemos agora? - perguntou. - Terá isto sido aqui posto apenas para nos distrair?
-Há essa hipótese, a CHERUB é bem capaz de nos por um obstáculo destes - disse Mick.
Nesse momento voltou-se a ouvir um som vindo do tecto. Aragão olhou para cima e viu uma tábua enorme quase a desprender-se. Empurrou os companheiros como por instinto, enquanto a tábua se estatelava no chão. A queda fez com que se partisse, tendo uma metade ficado no chão e a outra embatido contra a parede. Esta segunda metade, ao embater na parede, abriu uma grande brecha.
António aproximou-se para analisar aquilo, e reparou que aquela zona da parede era completamente diferente das outras paredes, era mais frágil e muito fina. Deu-lhe um murro e ela quebrou.se, revelando parte da outra sala, onde se via um alçapão no centro.
-Ajudem-me a abrir mais isto para passar-mos - disse. Mick chegou-se à frente e pontapeou juntamente com António a parede falsa, abrindo um buraco suficientemente grande para passar uma pessoa de gatas.

Tinham o caminho livre mas e se o verdadeiro labirinto estivesse para la do alçapão? E se o que estava no papel fosse para o que estava para vir? Se assim fosse, tinham dois problemas. António era o recruta nº5 e não tinha encontrado bilhete, apenas uma mensagem na parede. Outro problema era que ainda lhes faltava encontrar 2 recrutas, que podiam ser uma peça fundamental no seu percurso.
-E agora? - perguntou-lhes, após explicar a situação

Aragao
T-Shirt Cinzenta
T-Shirt Cinzenta

Pontos Agente CHERUB : 1
Mensagens : 27
Reputação : 0

Experiência de Agente
Estudos e Estratégia:
0/2500  (0/2500)
Experiência de Missão:
0/2500  (0/2500)
Capacidade Física:
0/2500  (0/2500)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Recruta nº 26

Mensagem  Convidado em Seg 21 Abr 2014, 21:21

Mick afastou-se do grupo, para tentar pensar. O seu primeiro palpite tinha sido de que as direcções escritas na parte de trás dos bilhetes indicavam a saída do armazém, mas a existência de alçapões em salas trancadas tinha-o deixado confuso, devido á possível existência de um segundo labirinto, numa área subterrânea. Outro pormenor curioso era o de duas salas, aparentemente iguais, terem níveis de segurança completamente diferentes. A primeira parecia quase inacessível, sendo protegida por paredes reforçadas e por barras de aço, que bloqueavam a entrada através da porta. A segunda tinha paredes extremamente finas, e facilmente quebráveis, e do outro lado da sala era possível visualizar uma ombreira sem porta. Soava demasiado fácil, e Mick sentia que era uma armadilha, mas e se fosse isso que os instrutores queriam que eles pensassem, para os fazer perder tempo a tentar entrar na sala mais segura ? A única certeza que tinha naquele momento era de que tinham de encontrar as duas últimas recrutas.
- Precisamos de encontrar as duas recrutas - falou Mick, numa voz de comando, para se sobrepôr ao burburinho causado pelo grupo - É a única certeza que temos, pelo menos para já. Tanto quanto sabemos, os alçapões podem ser armadilhas, ou manobras para nos fazer perder tempo. Não podemos ficar aqui parados. Encontramos-as, reunímos os bilhetes. e depois pensamos no que vamos fazer.
- Parece-me bem - comentou Aragão, com a mão no queixo - Mas como vamos encontrá-las ?
- Da mesma forma que chegámos até aqui - sorriu Mick - Explorando.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Recruta nº 26

Mensagem  Nizzo em Ter 22 Abr 2014, 19:56

-Hmm, eu lembro-me de ter alguém ao pé da minha divisória a gritar ! - exclamou Nizzo.
-Tens a certeza? Se for uma delas temos de a ir buscar. - declarou Collins.
-Tenho, eu acordei com um berro dela... penso se a Megan... eu próprio vou lá buscá-la, procurem pela Nicole , se não encontrarem nada voltem aqui, será o nosso ponto de encontro. - respondeu Nizzo enquanto cortava uma madeixa azul e a pendurava na parede de maneira a marcar o sítio de encontro.
Afastou-se do grupo e com a lanterna foi até ao sítio onde se tinha anteriormente libertado e abriu todas as cortinas, onde na que se situava atrás de si encontrou Megan que estava marcada nos braços e pernas com tentativas de se libertar.
Nizzo libertou-a e perguntou:
-Estás bem?
Megan olhou para ele e abraçou-o como sinal de agradecimento. Nizzo corou e deu-lhe um sorriso forte.
-Onde estão os outros? - perguntou ela.
-Pelo caminho conto-te. - respondeu Nizzo enquanto a apoiava no seu ombro, aquele liquido tinha enfraquecido mais Megan que todos os outros.
Foram os dois até ao ponto de encontro e pelo caminho Nizzo observou o objeto de Megan: uma bussola que funcionava a energia solar, e contou-lhe os acontecimentos desde a sua libertação até ao encontro com outros, passando pelas mensagens enigmáticas e objetos de cada um

Nizzo
T-Shirt Cinzenta
T-Shirt Cinzenta

Pontos Agente CHERUB : 1
Mensagens : 122
Reputação : 0
Idade : 17

Experiência de Agente
Estudos e Estratégia:
0/0  (0/0)
Experiência de Missão:
0/0  (0/0)
Capacidade Física:
0/0  (0/0)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Recruta nº 26

Mensagem  Convidado em Qua 23 Abr 2014, 23:19

Mick observou Nizzo a afastar-se sozinho, de sobrolho erguido. Por sua vontade, o grupo continuaria unido, mas Nizzo parecia convencido do que estava a fazer e parecia ter uma qualquer relação especial com a rapariga que tinha ouvido gritar. Assim, Mick deixou-o ir, embora estivesse um pouco contrariado.
- Ok, nós vamos á procura da última recruta - disse Mick, virando-se novamente para o resto do grupo - Não podemos perder tempo.
- Separamo-nos ? - perguntou Kells, ainda a olhar para o corredor por onde Nizzo tinha saído.
- Não - ordenou Mick, numa voz firme - Por minha vontade, nunca nos tinhamos separado, e não foi boa ideia ele ter ido sozinho. Procuramos todos juntos, e trabalhamos em equipa, até a encontrarmos e saírmos do labirinto. Estamos todos de acordo ?
Os recrutas acenaram afirmativamente, e começaram a procura novamente, escolhendo corredores ao acaso, abrindo todas as portas que encontravam, e correndo as várias cortinas vermelhas espalhadas pelos vários quartos vazios do labirinto, sempre á espera de encontrarem outra maca com uma recruta presa na mesma. Estranhamente, a busca por essa última recruta estava a demorar mais do que tinha demorado qualquer outra, e Mick começava a sentir-se apreensivo e impaciente, quando finalmente George chamou o grupo, do fundo de um corredor.
- Pessoal, ela está aqui. Cheguem cá.
O grupo correu até á porta através da qual George espreitava, e Mick viu pela primeira vez a última recruta. Tinha-se perguntado, durante as buscas, o porquê de nunca ouvirem um grito, ou um gemido, ou algo que lhes desse uma pista sobre a localização da rapariga, mas o aspecto da mesma respondia ás questões de Mick. Tinha um aspecto extremamente cansado, de quem se tinha debatido por longos períodos de tempo com as amarras, sem ter tido, até então, qualquer sucesso. Naquele momento avaliava o grupo, saltando de recruta em recruta e visualizando cada um com cuidado. Tinha olhos verdes, pele clara, e o seu cabelo era comprido, com tons castanhos.
- Dão uma ajudinha ? - perguntou ela, com um suspiro.
Mick aproximou-se, retirando o canívete suíço do bolso das calças, e segurando na amarra.
- Não mexas o braço, ok ? - sorriu para a recruta, e começou a cortar a amarra que prendia o seu braço direito - Como te chamas ?
- Sou a Nicole - respondeu ela, levantando-se assim que Mick acabou de desprender as duas amarras. Suspirou, e sacudiu ambos os braços, expressando algum alívio - Finalmente. E vocês, quem são ?
Enquanto o grupo se apresentava, á vez, Mick correu a cortina do quarto de Nicole, á procura do objecto que lhe correspondia. Nicole, á semelhança de Kellofssky, tinha uma pasta, mas dentro da sua encontravam-se várias garrafas de água, que Mick não contou. Fechou a mochila, e reuniu-se novamente com o grupo, entregando a mochila a Nicole, e guardando o bilhete dela no bolso, juntamente com todos os outros.
- Fui a única que não se conseguiu soltar ? - perguntou Nicole, com um ar tristonho.
- Não - respondeu George, com um ar compreensívo - Existe uma outra recruta que também não se conseguiu soltar.
- E já a encontraram ?
- Um colega nosso foi á procura dela - esclareceu Aragão - Combinámos encontrar-nos num ponto de encontro, do outro lado do labirinto.
- E lembram-se do caminho de volta ? - inquiriu Nicole, com uma expressão preocupada na sua cara.
- Vagamente - respondeu Mick - Não nos lembramos do caminho todo, mas decorámos alguns pontos de referência.
- Com isto ele quer dizer que conseguimos lá chegar - sorriu George, com as mãos no seu casaco - Mais tarde ou mais cedo...





Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Recruta nº 26

Mensagem  Aragao em Qua 23 Abr 2014, 23:44

Tinha-se finalmente encontrado Nicole. Esta era uma das duas recrutas desaparecidas, que ninguém tinha escutado ainda. Por esta altura, esperava-se que Nizzo já tivesse encontrado a última recruta, e só nos tínhamos que encontrar no ponto de encontro.
Nizzo e Kells ajudaram Nicole a andar, visto que ela encontrava-se mais fraca que todos os outros recrutas.
À saída do quarto depararam-se com um problema, tudo lhes aprecia igual, já não tinham a certeza de por onde tinham vindo e isso estava a deixá-los confusos.
Aragão e Mick lideraram a exploração, numa tentativa de encontrarem os vestígios que deixaram para trás. Ao fim de algum tempo, que lhes pareceu horas, acabaram por encontrar uma madeixa de cabelo azul pregada na parede.
-Olhem, eu deixei isto perto do ponto de encontro - disse Kells.
Aragão aproximou-se da madeixa e olhou em volta, em busca de algo familiar. "Se a Kells deixou aqui a madeixa, estamos muito perto"
Mas estava díficil encontrar o ponto de encontro, até que começaram a ouvir duas vozes indistintas ao longe.
-Xiu - disse eu. - Estão a ouvir?
Os murmúrios tornaram-se mais distintos e já se distinguia a voz desconhecida de uma rapariga e também de um rapaz... Nizzo! Só podia ser ele!´
-Hey, Nizzo - gritou Mick. - Fala para te seguirmos a voz!
Assim o fizeram e assim encontraram os dois recrutas no sítio onde haviam partido. Aragão examinou a rapariga, que também se aparentava fraca. Esta trazia consigo também um bilhete, que deu a Mick, bem como uma mala com garrafas de água.
Após as devidas apresentações, tinham que voltar a mover-se. Mas para onde?
-Lembrei-me de algo. Todos tem os vossos bilhetes, menos eu, já pensaram? - disse. - Acho que devíamos ir ao meu quarto e explorar aquilo devidamente com o material que nós temos.
-Concordo, temos que o encontrar - afirmou o George
Assim recomeçámos a explorar o complexo, todos juntos, visto que apenas António sabia como ele era. Porta aberta, porta fechada, assim passaram os seus próximos minutos (ou horas, quem sabe), até que....
-É aqui! - gritou Aragão. -Este é o meu quarto. Vejam, a mensagem na parede
Tinham chegado, Mick tirou da lanterna e acendeu-a. À esquerda da mensagem na parede estava uma outra mensagem.

"Parabéns, encontraram o centro. Sigam as seis indicações que tiveram, e boa sorte, recrutas"

Fazia sentido. António Aragão era o recruta nº1 (AA) e estava tudo relacionado...

Aragao
T-Shirt Cinzenta
T-Shirt Cinzenta

Pontos Agente CHERUB : 1
Mensagens : 27
Reputação : 0

Experiência de Agente
Estudos e Estratégia:
0/2500  (0/2500)
Experiência de Missão:
0/2500  (0/2500)
Capacidade Física:
0/2500  (0/2500)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Recruta nº 26

Mensagem  Convidado em Qui 24 Abr 2014, 22:28

Mick agachou-se perto da parede, de lanterna UV em punho, procurando mais mensagens ocultas. Não queria sair da divisão sem antes se certificar de que tinha examinado todos os recantos da mesma, para evitar um futuro retorno á sala, caso deixassem algo ao acaso. Contudo, após alguns minutos de procura, e uma ou duas revisões, para confirmar que nada lhe tinha escapado, anunciou:
- Parece que isto é mesmo o centro do labirinto, pessoal.
- Então agora é só seguir as direções dos bilhetes ? - perguntou Megan, de sobrancelha erguida.
- Sim, acho que sim - confirmou Mick, abanando a cabeça - Está a começar a entardecer, mas acho que ainda nos conseguimos orientar vendo a posição do sol através das telhas que faltam.
- Não é preciso - Megan estendeu a Mick uma pequena bússola, de côr dourada - Foi o objecto que eu e o Nizzo encontrámos no meu quarto.
Mick não pôde evitar sorrir. Determinar a posição do sol seria uma solução igualmente viável, mas mais demorada, e uma bússola facilitava bastante a tarefa. Agarrou na pequena bússola, e retirou todos os bilhetes dos bolsos. Pôs-os sobre a mesa para lá da cortina, e começou a ordená-los.
- O primeiro é o do George, depois é o da Kells, a seguir é o da Megan, depois o meu, depois o da Nicole, e por fim o do Nizzo.
Juntou todos os bilhetes num pequeno monte, por ordem, e pegou neles, segurando a bússola em cima dos mesmos. Dirigiu-se até à porta do quarto, e abriu-a, virando-se de seguida para o grupo.
- Vamos ? Eu tenho a bússola e os bilhetes, sigo á frente, senão se importarem.
O grupo concordou, e puseram-se a caminho. Mick seguiu á frente, virando calmamente e certificando várias vezes as direções, para evitar erros e perdas de tempo. Quando finalmente escolheram a última alternativa, encontraram um corredor vazio, que terminava numa zona completamente vazia, sem portas ou janelas, e sem nenhuma saída aparente.
- Tens a certeza que seguiste as direções certas ? - perguntou Kellofssky, tocando no ombro de Mick.
- Sim, confirmei várias vezes cada bilhete - confirmou Mick, acenando afirmativamente - As direções e a ordem deles.
- Então foi só uma manobra para nos fazer tempo - resmungou Aragão, frustrado - Raios.
O grupo partilhou um pouco da sua frustração, mas Mick levantou a mão, pedindo-lhes calma. Caminhou até ao fundo do corredor, e examinou as paredes, apalpando-as, e apontando a lanterna para as mesmas, à procura de outra mensagem escondida. As paredes da esquerda e do fundo eram semelhantes a todas as outras, em mau estado, mas firmes, e não apresentavam nenhuma mensagem. Contudo, a terceira estava escrita de cima a baixo, com letras grandes e garrafais.
- Aqui - chamou Mick, fazendo os outros recrutas aproximarem-se, antes de começar a ler - "Bom trabalho, recrutas, mas têm a força de vontade necessária para continuar ?"
- "Força de vontade"... - citou Aragão, com a mão no queixo, enquanto tentava pensar.
Mick aproximou-se da parede, agachando-se e tacteando a parede, fazendo alguma força com os dedos, para tentar determinar a sua espessura. Embora não conseguisse dizer com certeza o quão larga a mesma era, parecia-lhe mais fraca que as restantes, e a parte da frase que Aragão tinha citado relembrou Mick dos seus treinos de artes marciais, e da forma como aprendiam a partir os objectos. Ergueu-se, e recuou alguns passos, assumindo uma posição de combate. Avançou, e deu um pontapé frontal alto, partindo uma grande parte da parede, e ficando com o pé ligeiramente preso. Retirou-o, e espreitou, juntamente com os outros recrutas, através da abertura que tinha feito com o golpe.
- Belo pontapé - elogiou George, com um sorriso.
- Obrigado - sorriu Mick, com uma mão no cabelo.
- Pessoal, é a sala do alçapão - exclamou Kells, surpreendida - A que tem as barras de ferro, olhem.
Apontou para o fundo da sala, onde era possível visualizar as barras de ferro organizadas na horizontal, com uma porta castanha algo partida por trás das mesmas, devido aos pontapés que tinham sido desferidos por Mick e por George. Era também possível observar o alçapão que tinham visto anteriormente, com uma mensagem na parede por trás do mesmo, escrita num vermelho forte, mas de forma a que não pudesse ser vista através da outra porta, e que indicava que aquele era o alçapão certo.
- Ok, ajudem-me a partir isto - pediu Mick, começando a forçar a parede.
Os recrutas trabalharam em conjunto, até que a parede estava partida o suficiente para que cada um deles pudesse passar á vez. Todos eles entraram na divisão, e caminharam até ao alçapão. Era possível ver umas pequenas argolas de metal, para ajudar na descida, e lá ao fundo viam um chão de terra.
- Quem vai primeiro ? - perguntou Nicole, com um ar ligeiramente assustado.
- Vou eu - voluntariou-se Nizzo, aproximando-se do alçapão, e começando a descer.
Ouviu-se um som abafado quando Nizzo caiu no chão, e Aragão perguntou, enquanto olhava para baixo:
- Está tudo bem aí em baixo ?
- Tudo ok - assentiu Nizzo, erguendo o polegar em sinal de confirmação.
- E o que vês ? - questionou George.
- Á minha esquerda há um pequeno corredor, mas acaba numa parede de tijolo. Á direita vê-se uma luz, lá bem ao fundo.
- Ok, começa a caminhar - pediu Mick, preparando-se para iniciar a descida - Já te seguimos todos, é só descer.
Quando todos chegaram ao túnel, formaram uma fila e começaram a caminhar atrás de Nizzo calmamente. O túnel era estreito, e tinha um aspecto antigo. Á medida que se aproximavam da saída, começavam a ver luz natural, e era possível ouvir o som do mar ao longe. Outro indício de que estavam a chegar ao exterior era o cada vez maior número de pequenos grafities que iam aparecendo á medida que se aproximavam do fim.
Finalmente saíram para o exterior, e Mick teve de piscar os olhos algumas vezes, para se habituar á claridade do fim de tarde, depois da escuridão do túnel. Conseguiu reconhecer duas silhuetas contra o mar, que se encontravam lado a lado, de forma firme e imponente. Não conseguiu ver as suas caras, pois ainda não se tinha habituado á luz natural, mas de uma coisa ele tinha a certeza: Aquelas silhuetas pertenciam aos lendários dois instrutores, que tinham dirigido, em conjunto, não só a sua recruta, mas também muitas outras. Eram os instrutores Kazakov e Smoke.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Recruta nº 26

Mensagem  Kellofssky em Qui 24 Abr 2014, 23:20

Saímos do túnel e paramos para absorver aquele ar puro que vinha acompanhado de uma ligeira brisa fresca, com aroma a mar. A praia ficava apenas a uns metros e fomos em direção a ela. Quando lá chegamos exclamei:

Finalmente!!- ajoelhei-me na areia branca macia da praia.

Nem tinha reparado em quem se aproximava de nós. Um homem e uma mulher. Não pareciam muito amigáveis mas no entanto felicitaram-nos pelo bom trabalho de equipa que tínhamos realizado durante a recruta. Eu abracei de braços abertos os dois colegas que estavam dos meus lados e disse:

-Bom trabalho!!- e todos retribuíram.

Kellofssky
T-Shirt Cinzenta
T-Shirt Cinzenta

Pontos Agente CHERUB : 1
Mensagens : 34
Reputação : 0
Idade : 18

Experiência de Agente
Estudos e Estratégia:
0/0  (0/0)
Experiência de Missão:
0/0  (0/0)
Capacidade Física:
0/0  (0/0)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Recruta nº 26

Mensagem  Virginia Hall em Qui 24 Abr 2014, 23:24

RECRUTA TERMINADA!

_________________

Virginia Hall
T-Shirt Cinzenta
T-Shirt Cinzenta

Pontos Agente CHERUB : 1
Mensagens : 328
Reputação : 3
Idade : 21
Localização : Localização Secreta

Experiência de Agente
Estudos e Estratégia:
0/2500  (0/2500)
Experiência de Missão:
0/2500  (0/2500)
Capacidade Física:
0/2500  (0/2500)

Ver perfil do usuário http://afilhadeathena.tumblr.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Recruta nº 26

Mensagem  Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 01:51


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum